Segundo Tempo: negativo, mas nem tanto?

0 489 0

12/04/2017 POR: Guide Investimentos

Destaques: em dia de agenda de indicadores “macro” mais esvaziada, o mercado segue atento às crescentes tensões geopolíticas do cenário externo. Assim, nos EUA, os juros das Treasuries continuam recuando, com a possibilidade de uma ação militar dos EUA contra a Síria e Coreia do Norte. Na Europa, os investidores acompanham as eleições francesas. No Brasil, o Ibovespa segue o movimento de seus pares internacionais, e opera próximo à estabilidade. O petróleo mostra volatilidade, após a divulgação de relatório de estoques nos EUA. A lista de Fachin é tema-central, embora os mercados não tenham reagido de forma tão negativa.

Cenário Externo: clima de cautela permanece no exterior; petróleo reduz sua sequência de altas.

Nos EUA, em mais um dia sem dados econômicos relevantes, os investidores seguem atentos ao cenário geopolítico. O clima de cautela prevalece com os desdobramentos dos conflitos no Oriente Médio e no leste da Ásia. Hoje, o Secretário de Estado, Rex Tillerson, se encontrou com o presidente Putin, na Rússia. É uma tentativa de diminuir as tensões recentes.

Investidores também seguem atentos aos avanços das reformas anunciadas por Donald Trump. O presidente dos EUA afirmou, em entrevista a uma rede de TV do país, que a reforma no sistema de saúde precisa ser aprovada no Congresso antes da votação da reforma tributária. O mercado continua cético em relação a aprovação de ambas – algo que tem contribuído para colocar uma “pausa” ao rali recente das ações.

Sobre os mercados: ações dos EUA recuam, intensificando as perdas registradas no período da manhã. As bolsas são influenciadas pelas ações dos bancos, com investidores à espera de divulgações de balanços corporativos de grandes instituições financeiras.

Na Europa, as bolsas não seguem um viés único, prevalecendo a cautela com a política da região. O 1º turno das eleições ocorre no próximo dia 23, e as incertezas de quem disputará o 2º turno contra Le Pen deixa o mercado volátil. Vale destacar o avanço nas pesquisas de Mélechon, do Partido Socialista, que vem surpreendendo na corrida eleitoral.

Brasil: Ibovespa acompanha o exterior; expectativa por Copom; varejo recua em fevereiro.

O Ibovespa acompanha o movimento dos pares americanos, e opera no campo negativo, dando continuidade ao movimento registrado pela manhã. De forma especial, as ações da Vale contribuem para a queda do índice, após queda de mais de 8% no minério de ferro na China (porto de Qingdao). Petrobras também perdeu forças, acompanhando queda do preço da commodity no cenário internacional.

Na ponta positiva, destaque para as ações da Kroton e Estácio, que seguem sua tendência de alta conforme registrado nos últimos dias. O cenário é mais positivo para uma possível aprovação do Cade em relação a fusão das companhias.

Sobre política: o clima de cautela prevalece, após a divulgação da “lista de Fachin”, e possíveis impactos sobre as negociações em torno da reforma da previdência. Por ora, a avaliação é que a reforma estaria preservada, uma vez que o rito judicial do processo deve se estender por bastante tempo.

No front macro, o destaque segue com a decisão do Copom, que divulga a decisão quanto à Selic a partir das 18h. De manhã, o IBGE divulgou as vendas no varejo de fevereiro (contendo forte revisão de alta nos números de janeiro, após revisão de metodologia do próprio IBGE).

Mais sobre vendas no varejo: do lado negativo, destaque para as vendas de Hiper e Supermercados. No entanto, apesar dessa queda das vendas no varejo, a avaliação final foi positiva, com crescimento das vendas de móveis e eletrodomésticos surpreendendo pelo segundo mês consecutivo, e a venda de veículos apresentando uma ligeira melhora.

O cenário de incertezas externas (tensões geopolíticas) e o impacto da “lista de Fachin” (que de alguma forma acrescenta ruídos ao cenário de curto prazo) contribuem para pressionar o dólar para cima. DIs futuros e CDS de 5 anos também avançam nesta sessão.

Sobre os movimentos no pregão de hoje*:

Ibovespa: -0,42%, aos 64.088 pontos;
Real/Dólar: +0,43%, cotado a R$3,151;
Dólar Index: +0,05%, 100,760;
DI Jan/21: +03 pontos base; 9,86%;
S&P 500: -0,44%, aos 2.344 pontos.

*Por volta das 14h43, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

 

Contatos
Renda Variável*


Luis Gustavo – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Guilherme Vasone
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

0 489 0

Cadastre-se e receba nossos conteúdos exclusivos



Comentários (0)

Ordenar por:

Desculpe, comentários para esta entrada estão fechados neste momento.

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!

Bitnami