Segundo Tempo: só se forem robustas

0 138 0

17/04/2017 POR: Guide Investimentos

Destaques: em um dia de baixa liquidez, com os mercados europeus fechados, os índices de ações dos EUA se recuperam. Mas investidores ainda estão atentos à relação EUA-Rússia e EUA-Coreia do Norte. O dólar segue em baixa, e as atenções se voltam a Fischer, do Fed. No Brasil, o Ibovespa opera em alta, puxado por bancos, e apesar da queda de commodities. O real se valoriza, reagindo (também) às sinalizações do BC.

Cenário Externo: investidores atentos a Stanley Fischer; bolsas americanas seguem em alta.

Nos EUA, o dólar recua, os juros das Treasuries continuam em baixa (falamos disto nesta manhã!), mas as bolsas se recuperam. Os dados da agenda “macro” contribuíram para isso. Afinal, o índice Empire State, que mede o setor de manufaturas na região de NY, desacelerou em abril. Passou dos 16,4 pontos em março para 5,2 em abril, abaixo dos 15,0 esperados. Ainda assim, vale a ressalva: o resultado marca o 6º mês consecutivo de uma leitura positiva, algo que ainda sinaliza uma expansão para o ritmo da atividade.

Agora, as atenções se voltam ao discurso do vice-presidente do Fed, Stanley Fischer, que falará à tarde (18h), na Universidade de Columbia, em NY. O tema? A “comunicação da política monetária”. Pode ser, portanto, uma fala importante. Agora, é chave entender como – e quando – o Fed começará a reduzir o tamanho de ser balanço, que passou a inchar em razão do chamado quantitative easing (o “QE”, na sigla em inglês).

Mais: dados mistos de atividade e inflação (também falamos disto no Mercados Hoje desta manhã) têm deixado os investidores mais céticos quanto aos próximos passos do Fed. Dito de outra forma: na visão de muitos, diminuiu a probabilidade de o Fed elevar mais 2 vezes os juros neste ano – o cenário-base do próprio Fed.

Mais sobre os mercados de hoje: em relação às commodities, o petróleo se mantém no vermelho. Para as commodities de modo geral, o quadro se tornou mais negativo ao longo da sessão (a despeito da queda do dólar). E lembramos: mercados acionários na Europa estão fechados, por conta de feriado, e isso parece reduzir os volumes de negócios das bolsas americanas.

Brasil: Ibovespa acompanha o cenário externo; IBC-Br mostra alguma recuperação, destacada por Meirelles.

O Ibovespa acompanha o movimento do exterior, e segue tendência de alta. Do lado positivo, alguns economistas destacam a melhora do IBC-Br, o índice que costuma ser visto como proxy para o PIB mensal. Henrique Meirelles também deu destaque à melhora do indicador, referente a fevereiro.

Em bolsa, destaque positivo para as ações dos bancos, em movimento de recuperação após forte queda da última 5ª. Banco do Brasil liderava os ganhos do setor, por exemplo. Na outra ponta, Vale e Bradespar recuam, em dia de queda nos contratos futuros do aço e do minério de ferro negociados na China. Como falamos anteriormente, é dia mais desfavorável para as commodities.

No front político, os investidores seguem atentos aos desdobramentos da crise política. No entanto, Michel Temer, em entrevista à radio Jovem Pan pela manhã, tentou tranquilizar o mercado, e afirmou que as denúncias não vão paralisar o país. Ele ainda ressaltou que as reformas políticas e trabalhistas serão aprovadas, e que a Previdência será ajustada para garantir o apoio dos parlamentares.

Sobre os ministros citados nas delações da Odebrecht? Serão afastados só se houver “provas robustas”. E também falou numa outra possibilidade: “É muito provável que alguns ministros achem que não podem continuar, sintam-se desconfortáveis no cargo e saiam dele“.

Sobre a agenda política de amanhã: na Câmara (i) às 9h, a Comissão de Legislação Participativa realiza audiência pública para debater a reforma trabalhista e; (ii) às 14h, o relator da Reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), apresenta o seu parecer na Comissão Especial. Também para amanhã está marcado o café da manhã de Temer com deputados, para falar da Previdência.

A semana, embora curta por conta de feriado na 6ª, é importante para entender o apoio a Temer. Também estará na pauta do plenário da Câmara (1) a renegociação das dívidas dos Estados (tema que já foi adiado por 5 vezes!) e (2) o requerimento para que a Reforma Trabalhista tramite com urgência.

E, por último, vale ressaltar: o real se valoriza frente à moeda dos EUA. Opera em linha com demais moedas de emergentes, e também reage à sinalização do BC, de rolagem integral do vencimento de maio dos swaps cambiais.


Sobre os movimentos no pregão de hoje*:

Ibovespa: +1,69%, aos 63.889 pontos;
Real/Dólar: -1,50%, cotado a R$3,0969;
Dólar Index: -0,35%, 100,16;
DI Jan/21: -4 pontos base; 9,42%;
S&P 500: +0,54%, aos 2.341 pontos.

*Por volta das 14h56, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

 

Contatos
Renda Variável*


Luis Gustavo – CNPI
lpereira@guideinvestimentos.com.br

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
irey@guideinvestimentos.com.br

Lucas Stefanini
lstefanini@guideinvestimentos.com.br

Guilherme Vasone
grocha@guideinvestimentos.com.br

Rafael Gad
rpassos@guideinvestimentos.com.br

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

0 138 0

Cadastre-se e receba nossos conteúdos exclusivos



Comentários (0)

Ordenar por:

Desculpe, comentários para esta entrada estão fechados neste momento.

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!

Bitnami