Mercados Hoje: 35 anos de Kim

0 143 0

08/01/2018 POR: Guide Investimentos

Introdução: O otimismo dos investidores continua. As bolsas da Europa operam em alta, após sessão positiva na Ásia. O dólar opera em alta frente a seus principais pares. As commodities operam mistas. Investidores seguem otimistas quanto ao ritmo de crescimento das economias. No Brasil, mudanças ministeriais estão no foco; regra de ouro deve ser flexibilizada para 2019; e Planalto avalia frouxar a reforma da previdência.


CENÁRIO EXTERNO: EXPECTATIVAS POR MELHOR CRESCIMENTO CONTINUAM.

EUA: Relatório de Empregos… Os números do mercado de trabalho americano, divulgados na última 6ª, trouxeram algumas “frustrações”, embora não possam ser considerados “ruins”. A economia criou 148 mil empregos em dezembro, abaixo dos 205 mil esperados. O desemprego se manteve em 4,1%; e a média dos salários-hora passou de 2,4% para 2,5%.

EUA: planos do Fed continuam… Espera-se que o Fed continue com os seus planos de normalização de juros (e de balanço de ativos) nos próximos meses. A próxima reunião será nos dias 30 e 31 deste mês. Nesta, no entanto, os juros devem continuar em 1,25-1,50% ao ano. Lembramos: para 2018, o cenário-base do Fed é de 3 elevações.

Na agenda “macro”… Nos EUA, 3 dirigentes do Fed fazem discursos hoje: (1) Bostic (15h40); (2) Williams (16h35); e (3) Rosengren (19h). Na Zona do Euro, a confiança na economia atingiu o maior patamar desde 2000 – algo que corrobora o melhor momento da região. Como curiosidade: o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, completa hoje 35 anos.


BRASIL: MUDANÇAS MINISTERIAIS, REGRA DE OURO E FOCUS.

Dança das cadeiras… O “entra e sai” de ministros continua. Mais: a proximidade das eleições deve intensificar este movimento. O total de ministros que irão deixar os seus cargos para concorrer às eleições pode chegar a 21 – muito acima dos 9 que deixaram o governo Dilma e dos 8 que deixaram o governo Lula, por exemplo.

Amanhã tem… Na Esplanada dos Ministérios, duas posições precisam ser preenchidas: (1) Trabalho e (2) Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A 1ª será ocupada pela deputada Cristiane Brasil (PTB), e a sua posse está marcada para amanhã.

A partir do dia 13… Dada a expectativa pelo julgamento de Lula no TRF-4, marcado para o dia 24 de janeiro, o PT iniciará no sábado, dia 13, uma série de atos em apoio ao ex-presidente em diversos Estados. Nos mercados, espera-se com ansiedade para o dia 24.

E se afrouxarmos (ainda mais)? Segundo a Folha, o Planalto avalia a possibilidade de flexibilizar a reforma da previdência, de modo a tentar aprová-la em fevereiro. Para conseguir reverter o voto de pelo menos 10 deputados, a proposta poderia igualar as regras de aposentadoria dos agentes penitenciários às dos policiais federais e legislativos.

Só um milagre… É assim que a Folha, num outro artigo, fala sobre a perspectiva de aprovar a reforma da previdência. “Na ponta do lápis […] faltam 30 votos que o governo não tem de onde tirar“.

Regra de Ouro… Meirelles, na última 6ª, se disse contrário à “suspensão pura e simples” da chamada regra de ouro, que impede a emissão de dívida para pagamento de gastos correntes. Rodrigo Maia (DEM-RJ), por outro lado, tem defendido a sua flexibilização (um embate que, por vezes, para ter como “pano de fundo” as eleições presidenciais).

Não há dúvidas… Para 2018, a regra de ouro será cumprida. Declarações recentes do BNDES contribuem para isto: segundo um diretor, “Não há dúvida de que o BNDES vá devolver recursos ao Tesouro”. O pedido de antecipação do pagamento, portanto, deve ser atendido pelo BNDES. A equipe econômica conta com R$130 bi do banco. Com relação à regra de ouro, o problema é 2019…

Na agenda “macro”… Para hoje, além do Focus, saiu o IPC-S da quadrissemana de janeiro: 0,31%, pouco acima da medida do mercado, de 0,28%, segundo a Bloomberg. Sobre o Focus: o Mercado espera um IPCA de 2,79% para 2017, e 3,95% para 2018.O PIB deste ano deve crescer 2,69%, e a Selic deve terminar em 6,75%.

E os mercados hoje? Os ativos locais devem continuar com um viés mais positivo, amparados por um cenário externo que ainda se mostra bastante positivo para os ativos dos emergentes. Neste contexto, vale ressaltar: o CDS de 5 anos recua nesta manhã, e opera por volta de 147 pontos base. No ano, já recua mais de 9%.

 

    Ignacio Crespo Rey – Economista

 


SOBRE O FECHAMENTO DO ÚLTIMO PREGÃO:

Ibovespa: +0,54%, aos 79.071 pontos ;
Real/Dólar: -0,05%, cotado a R$3,229 ;
Dólar Index: +0,10%, 91,949 ;
DI Jan/21: +06 pontos base, 8,890% ;
S&P 500: +0,70% aos 2.743 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


EMPRESAS:

Eletrobras: Companhia convoca AGE sobre venda distribuidoras para 8 de fevereiro
Impacto: Neutro.

Embraer: Acordo com Boeing, se ocorrer, respeitará interesses da segurança nacional
Impacto: Neutro.

Setor Elétrico: País começa ano com melhor cenário hídrico desde 2012.
Impacto: Marginalmente Positivo.

 

 

 

Luis Gustavo Pereira – Estrategista

 

 


Jornais:

Folha de São Paulo
– Renúncia fiscal cresce sob controle frágil, afirma TCU
– TRF-4 passa a ação de Lula à frente de sete da Lava-Jato
– Bolsonaro se diz “vítima de calúnia” sobre patrimônio
– Três quartos do mundo esperam um ano melhor

O Estado de São Paulo
– Saúde e educação perdem R$ 472 milhões para campanhas
– Procurador das pedaladas ataca flexibilização da regra de ouro
– BNDES planeja mudar perfil e passar a investir em pequenos
– Brasileiro critica Maduro e oposição

O Globo
– Pezão não cumpriu 72 de 100 promessas
– Em risco, Segurança Presente prendeu 7 mil
– CGU barra repasse de meio bilhão a centrais
– Réus por tortura são promovidos

Valor Econômico
– BNDES garante repasse de R$ 130 bi ao Tesouro
– Chuvas estão 5% acima da média
– Realeza contra União: uma ação de 123 anos
– Uma “bolha” no ensino a distância

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
0 143 0

Cadastre-se e receba nossos conteúdos exclusivos



Comentários (0)

Ordenar por:

Desculpe, comentários para esta entrada estão fechados neste momento.

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!

Bitnami